O que podemos esperar da 21ª Conferência do Clima (COP21)?

Imagem: www.togodiplomatie.info-

França recebeu a confirmação de que diversos chefes de Estado e de Governo participarão do encontro de cúpula sobre alterações climáticas que começa hoje.

A 21ª Conferência do Clima (COP 21) será realizada de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2015, em Paris, e terá como principal objetivo estabelecer um novo acordo entre os países, inclusive o Brasil, para diminuir a emissão de gases de efeito estufa, diminuindo o aquecimento global e, em consequência, limitar o aumento da temperatura global em 2ºC até 2100.

Um evento como este é de grande importância para debates sobre como enfrentar seriamente os problemas da crise climática no planeta e tentar assinar um novo acordo global que possa substituir o obsoleto Protocolo de Kyoto, tratado internacional assinado na década de 90 e que não tem sido respeito integralmente por alguns países.

O Brasil é um país rico em recursos naturais, um país capaz de ser fonte abundante de energia solar e eólica, mas que depende muito de hidrelétricas, num cenário atual de escassez de água. Infelizmente há pouco incentivo para utilização de outras fontes renováveis e há necessidade de uma medida mais extrema e pressão dos países mais desenvolvidos e das Nações Unidas para que o Brasil se mobilize para aumentar o uso das fontes renováveis para abastecer os mais de 205 milhões de cidadãos. Por este motivo há uma expectativa com a realização do COP21, no que diz respeito a direcionar e apoiar os países nas iniciativas voltadas a eficiência energética, uso de fontes renováveis de energia e na pesquisa & desenvolvimento de tecnologias ecologicamente corretas.

Em linha com essa necessidade, a ABB vem se destacando no desenvolvimento e fornecimento de projetos que apoiam este conceito sustentável, e também fortalecendo seu portfólio com produtos e sistemas que auxiliam comunidades em que atuamos e a moldar um mundo mais verde.

Alguns dos projetos da ABB no Brasil que podemos destacar, é o mais novo eletroposto localizado em São Paulo com carregador para veículos elétricos que foi possível em parceria com a CPFL; o sistema HVDC utilizado para interligação de transmissão das hidrelétricas do Rio Madeira, no estado de Rondônia, o fornecimento do pacote de conexão elétrica composto por 184 aerogeradores para geração de energia eólica (Renova), considerado o maior da América Latina; subestações turnkey e transformadores elevadores para a Eólicas do Sul, que contribuem para ajudar a integrar a energia eólica e aumentar as fontes de fornecimento para atender a crescente demanda industrial, comercial e residencial no Rio Grande do Sul. Podemos mencionar, inclusive, o fornecimento de subestações e infraestrutura de energia para Casa dos Ventos que permitem integração eficiente a partir de dois complexos eólicos São Clemente e Tianguá, localizados em Pernambuco e Ceará (formado por 13 centrais eólicas) que produz 4800MW de energia renovável.

Sem contar as nossas operações locais, que têm atuado de forma sustentável, em linha com a estratégia 2020 da empresa que visa reduzir cada vez mais as emissões de gás do efeito estufa em 20% até 2020. Todas as plantas deram continuidade ao plano de economia de energia e as unidades fabris devem avaliar e controlar para reduzir o gás SF6 (Hexafluoreto de Enxofre). Um outro exemplo em linha com essa iniciativa é a redução do número de viagens de avião para reuniões internas, contribuindo com o meio ambiente.

Podemos dizer que a ABB contribui para o atingimento da meta brasileira com equipamentos de alta tecnologia para os segmentos de energias renováveis e esperamos que o COP21 exija mais projetos como estes em todo o país, fomentando a economia ao mesmo tempo em que ajuda o meio ambiente em que todo vivemos.

#COP21 #RenewableEnergy

 

Nota: Este texto teve contribuições de Marisa Cesar e Hermann Kellner.

Categorias and Tags
Sobre o(a) autor(a)

Martina Andrade

Olá, eu sou a Martina, trabalho (me divirto) com Web e mídias sociais e responsável pela comunicação da área de Recursos Humanos e do Jurídico. Entrei na ABB na área do Contact Center, onde aprendi muito sobre a empresa. Sou graduada em Tradução e Interpretação (eu amo as letras). Rock´n´roll, cinema, rir e viver são os principais ingredientes do meu estilo de vida!
Comente neste post